sexta-feira, 11 de abril de 2014

Divagações de Martinha

 

Logo Diva Novo

 

Barril de Pólvora

Essa semana me bateu uma saudade de um determinado livro e lá fui eu reler o danado. Como se eu não tivesse um bilhão de livros na lista de espera, mais alguns livros p escrever e etc…

Peguei o tal Desejo Concedido da Megan Maxwell e matei saudade da escocesa meio inglesa que mais parece uma tigresa…hehehehe…Pois bem….eu adooooooro livros turbulentos, cheios de conflitos existenciais, desentendimentos atrozes, corações perdidos e magoados e feridas….muitas feridas….quando a mocinha vai parar na UTI então eu piro geral….embora neste livro, claro, a mocinha não tenha ido parar na UTI já que a história se passa em 1300 e lá vai Merlin e não existia esse estabelecimento por lá….o máximo que devia existir era talvez uma UPA…sabe? tipo…se feriu, se lascou, chamou a curandeira com as ervas muito doidas dela e ela disse: “UPA…esse caso é grave!”  HAhahahaahahha…essa foi ótima, né não?!

Certo…daí ataquei o livro que nos apresenta a Megan e o Duncan. Li, reli e me lembrei porque gostei tanto do livro e tals…mas confesso que me irritei again com a mina porque ela mentia o tempo todo pro highlander gostosão…tá, tudo bem…o cara era um ogrossauro, mas não precisa ficar pirraçando exatamente onde ele pediu pra não pirraçar, né?! O bofe pediu que ela não mentisse pra ele…e a mina vai e faz as coisas às escondidas e pede pra ninguém contar….okay….isso é omissão, mas dependendo do ângulo fica kinenzin uma mentira desgracenta.

Resultado: os dois viviam em pé de guerra e tchururu. A mina era sangue quente, um barril em plena explosão intergaláctica. Bastava o bofe falar algo que ela não curtia e ela já nem queria mais praticar um ato facebucante com ele, ou seja, compartilhar…hahahahahahah….

Caras….que mina difícil…eu fiquei com vontade de dar uns tabefes nela pra bicha acordar…tipo…”aloooouuu…o highlander tá aí, fofis…agarra ele pelos cabelos e deixa de nhem nhem nhem…”

Porém, o que eu não sabia com toda a certeza absoluta do meu ser, é que o livro dois, com a história da amiga mais apimentada ainda, já estava disponível em português pela delicadeza de um grupo que nos brindou com o danado. Daí…lá fui eu em busca do maledeto e achei : Onde se Domina a Planície, que integra o Guerreiras Maxwell 2.

Ui…pensavam que a Megan era esquentada? cês não viram nada, minhas queridas amigas…essa heroína aqui além de ser uma baixinha esquentada, não tem papas na língua e desafia até escorpião se der. A Gillian é uma fofa que conhecemos no primeiro livro, e o love dela é o irmão do Duncan , que também conhecemos no primeiro livro. Ela e o Niall ( o bofe sujismundo…) vivem em pé de guerra desde o primeiro book. Mas obvio que aquele pé de guerra onde o sentimento que impera na verdade é a vontade de dar uns catas um no outro.

Pois bem. Barril de Pólvora? não. Existe outro termo que possa denominar uma pessoa que explode antes mesmo de sequer terminarem uma frase? Ogiva de Urânio. Pronto. Com capacidade máxima de explosão nuclear. A guria se mete em altos bate bocas com o bofe por qualquer motivo, cada um mais besta que o outro e os dois são tão cabeças duras que tô na página 145 do book e ainda não rolou os finalmentes.

É floids…só lendo pra vcs saberem…bichinha esquentada da poha…cruzes…caça confusão onde vai…os dois brigam à toa, o cara é um tosco de merda, mas um gato…hehehehe…na verdade verdadeira? acho que todos esses personagens precisavam de um Stress Tabs para aliviar o estresse…oh pessoalzinho nervoso esses highlanders Lairds e suas ladies que de ladies não tem nada…

Enfim…ainda não terminei o danado pra dar o aval geral da leitura. Mas posso dizer que quem curte uns highlanders sujismundos e brucutus vai se amarrar na leitura da Megan Maxwell. Ainda mais porque ela adooooora entupir de ação os livros. E a descrição dela é tão legal que vc praticamente sente o cheiro da fétida Idade Média se aproximando…hahahaahha…

Porque eu sou gente boa demais da conta eu vou facilitar pra vcs uma visualização bem bacana sobre os indivíduos. Aí, claro, vai de cada uma imaginar os bofes e bofinhas do jeito que quiser, mas pra quem precisa de um incentivo legal, tá aí:

Ragnar e esposa

Esse casal pode dar vida tranquilamente ao Niall e à Gillian. A descrição é perfeitinha…Olha o visual undeground…hahahaha…daí me pergunto…onde estão as sobrancelhas dela? ( aviso às navegantes…este ator que interpreta o Ragnar na série os Vikings, e que dá vida ao Niall é meu, okay?!).

Ragnar 2Vikings

Eita caçambeta….que homi asquerosamente delicioso, né não??? Niall McRae…ah, se eu te pego…

viking womanMulher viking

A mina esquentadinha da gota nada serena…Gillian McDougal. Ela não tem cara de rabugenta, ciumenta e “nelvolsa”???

E aí como eu sou uma blogueira completa e humilde, vou tentar ajudá-las na visualização do casal do primeiro book.

Viking

Tá aí o Duncan McRae…totalmente selvagem…consigo até sentir o cheiro da nhaca…

Meganmeg

A Megan Phillips já foi um lance difícil porque eu teria que vasculhar meu cérebro para me lembrar de algum filme se passado nesta época sórdida para captar uma imagem que fosse digna. Como ela é uma escocesa de cabelos negros azulados ( da cor do pelo do cavalo do Duncan…por isso ele se apaixonou….tosco…) e olhos escuros, o que era uma raridade, eis que acho que essa modelete aí pode dar vida à heroína.

Agora deixa eu ir arrumar meus cabelos porque ler esses livros me dá uma coceira na cabeça….juro…porque eu não atino a cabelança toda daquela mulherada sem um creminho desembaraçante…hahahahah….

Bjuuuuu

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Divagações de Martinha

 

Logo Diva Novo

 

Longa vida ao Rei….

OH.My.God. E eis que a espera foi longa, abusiva, cheia de quotes e spoilers e bla bla bla….até que enfim o dia 1 de abril chegou….e não….quando eu digo que o lançamento foi no dia primeiro, não foi mentira como o dia prometia….heheheheh….

The King, da J.R.Ward foi bem esperado. Aliás, combinemos, os livros da Jay Jay fazem isso conosco….nos deixam loucas à espera….foi assim com o livro da Payne e acabou sendo uma Payne in my Ass ( dor na bunda, numa tradução alusiva ao nome da moça…heheheh), o livro do Tohr, que eu amei….embora muita gente tenha ficado grilado e revoltado….eu amei o book…e quanto ao livro do Quinn, que deixava toda uma fila de espera aguardando para ver se Jay Jay enfim colocaria as duas cobras pra fumar….se é que me entendem.

Vamos aos fatos…Ao longo dos livros da Ward, ela acabou não concentrando a história somente nos protagonistas, se é que vocês repararam este detalhe. Até mesmo porque ela tinha que dar uma enchida de linguiça, sabem cumé…

Vejam bem…  não dava pra ficar nesse lance de Lessers e talquinho o tempo todo, né? daí a Ward teve que inovar e começar a fazer uma crise num casamento daqui, um novo personagem de lá, um momento duvidoso dacolá…

O livro do Rei me surpreendeu. Porque quando eu soube que depois do Quinn e Blay, o livro seria este, pensei com meus cabelos coloridos: “céus….será que ela vai fazer como essas autoras de NA/YA e escrever a mesma história do livro 1 sob o POV do Wrath???”  Ledo engano o meu…o livro me surpreendeu porque veio mostrar uma sequência dos acontecimentos inacabados no livro Amante Afinal. Entonces….temos aqui o super mega gostoso Wrath, num momento delicado de seu reinado vampírico. E o casal no meio de uma crise conjugal, afinal o desejo primordial de Beth era ter um filho e o Wrath não queria de jeito nenhum….aquele bla bla bla de não conseguir colocar a vida da mulé amada em risco e tchururu…heheheh…

Enfim….não posso contar senão vou dar spoilers a torto e à direita….e muitas minas poderão querer me estrangular…heheheh…O que posso afirmar com certeza é que o livro me surpreendeu, valeu à pena ler e agora estou roendo minhas unhas que estavam super lindas, à espera e na curiosidade de quando o próximo livro chegará…

Vamos aos fatos que vocês poderão perceber ao longo do book e que poderá ou não ser compartilhado da mesma opinião minha.:

1) Ward abriu uma margem gigante de novos casais formados, colocando a possibilidade ou não de, cada casal ter ou não um livro próprio. Se isso ocorrer, só posso dizer que mais encheção de linguiça chegará nos próximos books, já que ela vai ter que deixar muitos lances inacabados.

2) Thanks God os lessers deram uma sumida basiquete e nesse livro um alívio nos presenteia…hehehehe…

3) Assail ( não parece um lance de “Assoa” o nariz??? e já que ele é um cheirador de pó inveterado, o nome veio à calhar…) nos mostra um lado de anjo vingador super mega romântico…eeeeta cambada de mulé surtada….o cara lá, arrancando a cabeça da gal, traficando, cheirando e tudo mais do submundo do crime e “noises” looooka nele….ainda mais porque ele se mostra um amor de cuti cuti pela Sola-mento…

4) Xcor ( Parece Xcória, Escória…né? ) ainda mantem-se apaixonado pela Chosen vagaba Layla ( Lá Y lá…tenderam? ela dá Lá y lá…hehehehehe)…ele anda menos agressivo, um pouco menos abusivo e nem tanto ameaçador….inclusive tem uma cena que acho hilária porque os Bastardos estão parecendo um bando de bundões…hehehehe…

5) Trez ( que sempre curtiu muito um lance a três de vez…) fica arreado os quatro pneus e o estepe pela Selena e pasmeeeeeeem….achei que a mina ía ser comedida e tchururu, mas valei-me…essas escolhidas são todas um bando de taradas assanhadas loucas pra liberar a margarida…. acreditam que o Trez tenta se controlar, mas a mina tenta seduzir ele a todo custo??? atirada a lady, viu….mas aí vc acaba entendendo que ela quer tirar o atraso porque tem uma doença secreta que não descobri e acredita que tem pouco tempo de vida….holly Shmoke….

6) Lassiter nos brinda com sua presença hilária num momento altamente hilário e ganha o troféu coadjuvante …hahahahaha….

7) Prepare-se para se apaixonar pelo fofo do iAm. E creio que vem livro dele por aí…

Pois bem…Ocorre uma retrospectiva do primeiro casal Wrath, tipo, o pai e mamhen do Wrath atual e por um instante tomamos um susto medonho achando que a narrativa é da história do Wrath nosso gostosão e uhhhhhh….alívio quando enfim compreendemos o breguete….

Olha…já aviso de antemão….a Virgem Escriba sumiu,….escafedeu-se….não deu as caras….o ômega? foi tomar um banho quente na geleka infernal dele no reino sei lá de onde dele….sumiu…nem deu as caras…

Neste livro vc vai sentir falta da Mary, que não aparece em momento algum…mas o Rhage sim, então alegria, alegria!!! Vai sentir ou não a falta do Phury e Cormia, que pluft….nem dão as fuças…Vai sentir ou não a ausência da Marissa que tb não ganhou direito a aparecer. embora o Butch seja apenas citado…

Vai sentir falta da N’One, quem? da Autumn? Oi? da mulher do Tohr gente….daaaaaa….Quinn e Blay tb não aparecem em momentos deles, apenas alguns lances isolados numa cena ou outra.

Enfim…a Ward deixou corda pra manga pra mais de metro pra poder ter sobre o que escrever no próximo book. Você termina de ler o livro emocionada, porque tem cenas emocionantes, sem dúvida, mas também termina com a sensação do “Cenas dos Próximos Capítulos”. Sabem quando a gente assistia um episódio de Caverna do Dragão ou X-Men e terminava com o “To Be Continued” e vc assistia ou colocava pra gravar o episódio do dia seguinte esperando que fosse a continuação do desenho anterior???? Pois é….eu espero que no próximo livro nos deparemos com as finalizações apropriadas de cada fio tecido pela Ward….porque toda vez que eu assistia o episódio do desenho do dia seguinte, nunca era a porra da continuação…

Pra quem nunca leu Irmandade dos Adagas Negras….corram…ainda está em tempo de vcs lerem os livros anteriores enquanto o Seu Rei lindo não vem….hehehehehe….

Aviso: Assail é meu. Vou colocá-lo na Rehab e reformar o gato. Eeeee…Wrath tb é meu. Pronto. Falei.

 

Bjuuuuuu

 

Mimo procês!

segunda-feira, 31 de março de 2014

O Encontro Inesperado…espera…Esperado…

 

Okay, okay….eu deixei vcs a verem navios neste fim de semana….novamente….eu fui uma irresponsável do caramba e esqueci de deixar as divagações prontas e preparadas pra vcs….Mas teve uma boa causa…porque na verdade, eu fui fazer algo sensacional que vai valer a desculpa por essa minha atrocidade…hehehehe…

Todas vcs devem saber que meu blog começou devagarinho e tomou um booom de proporções épicas quando minha parceria com a Lilith fez com que muitas seguidoras dela, migrassem para este espacinho aqui. E a isso sou mega grata à minha amiga Lili. Porque ela acreditou em mim, nos meus textos hilários e suuuuuper sérios, e simplesmente abriu as portas da esperança.

Com isso, num efeito dominó, veio a tão sonhada publicação do meu book. O bichinho estava guardado, encalhado numa gaveta virtual, e a Lilith, a super mega amiga do peito, aquela que é praticamente uma irmã gêmea, irmã de alma, me deu o maior incentivo e me deu o maior apoio, tanto que ela foi a primeira a ler o Tapete Vermelho em manuscrito.

E assim aconteceu. Com o incentivo e torcida organizada por ela, o livro enfim veio à tona e hoje é o que é. E tenho minha kiridas seguidoras e fãs obcecadas porque tudo começou ali….no meio virtual…

Uma amizade despretensiosa, iniciada por conversas entre emails….depois elevada ao posto de amizade por skype… falávamos sobre tudo, sabíamos da vida de cada uma, ríamos ou chorávamos em momentos virtualizados. Trocamos presentes em datas comemorativas e por motivos banais. Ela de lá, da Holanda. E eu de cá, do Brasil.

E tcharaaaaam!!!! Eis que na sexta feira gloriosa do dia 28 de Abril, cinco anos depois….

 

Quis o destino reunir duas blogueiras irmãs, parceiras, amigas.

Martinha, a louka e Lilith, a fofa. O Pink e o Cérebro. A faladeira e a tímida.

Genteeeem….vcs não sabem como isso é bacana. Amizades funcionam em via de mão dupla. E elas provam que resistem ao tempo, resistem às intempéries e resistem às distâncias. Ou aos meios. Não importa como ela se inicia. Ela só se mantem se cada um estiver empenhado em ser um bom amigo para aquela pessoa.

E está aí minha amiga….que me fez sair de Brasília, pegar um voo para Salvador, para encontrá-la ao vivo e em cores…e óbvio….a reunião seria completa se o restante dos membros do Quinteto estivesse lá…

Mas Sandra Maya Banks, a revisora mais fodástica do mundo virtual, estava em casa…a danada se deu bem porque ela já mora em Salvador mesmo….daí, só foi rolar um aluguel de uma pousada bacana pra que pudéssemos fofocar e trocar os babados virtuais pelos babados reais.

Martinha, a sorridente. Lilith, a praiana e Sandra, a cafezeira. Faltou Luci, a bandida. Queríamos esfregar na cara dela nossa face de felicidade, mas a internet tava uma bosta….hahahaahahh….

DSC07228

Sandra Maya Banks e Lilith iam cantar num boteco…estão uniformizadas e eu, divando com minha make estava deixando elas chateadas….hahahahahah…

Momento Selfie, porque noises somos tops!!!! hahahaha…

Isso aê….

Amizade verdadeira merece comemoração sempre. Somos pessoas distintas, de locais distintos, criações distintas e cada qual com sua vida e sua realidade…mas o que nos uniu e nos une até hoje é o amor pelos livros. E pelos blogs.

Viva nóises!!! Bologdamartinha e Lilith!!!

sábado, 22 de março de 2014

Divagações de Martinha

 

Logo Diva Novo

 

Os Furos

Well…na falta do que fazer, eis que me apego a determinados detalhes literários…e como a minha zona iluminada é praticamente a cidade luz ( já falei sobre a zona iluminada…não me façam falar de novo, please…), rola sempre um lembrete mental do que eu deveria estar falando.

Coincidência do além ou não, eis que essa semana me deparei com dois livros, lidos na sequência, onde a mocinha kirida tinha um pequeno apetrecho acoplado em sua zona baixa. Deixe-me explicar novamente. A heroína, totalmente contemporânea, chocaria a culeguinha do século passado, se mostrasse suas partes pudendas, porque lá em sua margarida, eis que brilhava um pequeno piercing.

Pois bem…falemos a verdade. Fiquei chocadaaaaaa com o item pouco usual que as mocinhas mantinham dentro de suas calcinhas. Por duas razões absolutamente inexplicáveis, mas explicadas de todo jeito pela autora sapeca. De acordo com a descrição de cada personagem ali, as minas eram tímidas. Oi? tímidas? comassim? amiga….não dá pra ser tímida e manter simultaneamente um piercing pererecante….isso é meio que incompatível…porque digo isso assim dessa forma tão frugal. Porque para que você tenha sua margarida mega flower perfurada lindamente, existe a necessidade da kirida se dirigir a um estúdio de Body Piercings e …ham ham….solicitar gentilmente o preço do item e a possibilidade em fazer o breguete.

Vejam bem….seria algo como Bella Swan, naquele jeito totalmente “descontraído” dela (sentiram a ironia né?!) chegando num estúdio e falando assim:

- Oi…eu …eu queria saber…na verdade….eu gostaria de saberopreçodeum piercingíntimo….

- O que? não entendi o que vc falou, senhorita….- diz o atendente feladaputa, porque ele entendeu, mas queria ver o rosto da mina corar.

- Um…bem…um…Edward, me ajude!!! – pede ela desesperada.

- Mas, Bella….eu nunca consigo ler sua mente….nem eu sei o que vc quer!

Okaaaaay….sentiram o drama. Mesmo que vc faça uma ligação besta, através do fone mesmo, vc fica constrangida em perguntar sobre o breguete. Isso é básico. A não ser no caso de mocinhas sapecas e mais salientes que não tem papas na língua. Aí é outros 500…A pessoa tem que ter peito( não literalmente…) e ter atitude pra chegar causando e perguntando e tchururu….

Pois bem…agora me digam….as heroínas respectivas destes romances respectivos, eram tímidas e tals. Logo, como estas kiridas conseguiram a proeza de abrir a xanaya lá e permitir que alguém desse uma catimbada???

E digo mais…piercing dói kinen um cabrumko….é coisa de doido, meus amigos…estou fazendo um trio de piercings pra formar um estilo ( na oreeeeeelha, okay? não na perseguida….) e digo….dói. Dói pra cacete. E isso porque é na zureba, que dirá nas carnes trêmulas de meus países baixos….só em imaginar, já sinto arrepios nauseantes…

Isso porque estou sendo legal demais e falando somente dos piercings margarídicos. Nem sequer falei dos utensílios na mangueira dos minos. Esses aí já vistos também em vários livros….hehehehe….esse dá pano pra manga…e dá até vontade de mostrar pra vcs os estilos…mas pode ser que eu choque algumas pobres almas desavisadas e …não queremos isso, certo?

Logo…fiquemos apenas com a ideia dos piercings pererekais e pronto. Num livro inclusive, a mina esclarece pro cara que “a margarida dela não tinha muito atrativo e ela fez aquilo para atrair os espécimes masculinos…” Oi???? sai pra lá jacaré….ter que colocar uma joia na minha peteca pra atrair a atenção do elemento ao departamento inferior? haja falta de autoestima….valei-me…

Pois …falei. E falo mais…hahahahaha….quer dizer….não falo mais nada…já divaguei demais….

 

Bjuuuuuu

sexta-feira, 14 de março de 2014

Divagações de Martinha

 

Logo Diva Novo

Conheça os Kelly

Sabe aquele início de programa que começa com “Meet the Kardashians” ? Entonces….aqui é onde entra meu título super original…heheheeh…vcs podem achar engraçado, mas o título diz tudo sobre uma postagem…e o título, por exemplo de um livro às vezes é o último a ser escrito…pelo menos eu sou assim…só escrevo o título quando o livro que estou escrevendo está quaaaase acabando…putz…olha eu divagando…o primeiro parágrafo do meu post sempre tem que ter uma entrada divagante…hehehehe…

Certo…acabei de me esbaldar com a versão em portuguese do último livro da série KGI da Maya Banks. Eu já tinha lido até a metadinha do book em inglês, mas outros atropelaram e eu, em minha fome de livros e curiosidade mórbida pelos livros do momento, acabei largando o danado. Mas a verdade é que a história ainda não tinha me cativado de jeito.

Fazendo uma retrospectiva sobre os adoráveis espécimes masculinos desta série: A KGI é uma agência de segurança que faz resgates e tchururus pelo mundo à fora, com ou sem o apoio do governo dos USA. Os caras que lideram o esquema são tooooooodos ex combatentes das forças militares…( putz…soh daí vc jah visualiza o estilo da galera…), então você tente aí em sua mente fértil projetar as imagens de homens mega musculosos, barrigas tanquinhos, perfis sombrios e muitas masculinidade exalando pelos poros.

Agora some a isto tudo um fator primal: a possessividade quase vampírica e carpática que esses bofes tem. Valei-me. Falarei disso ao longo. Pois bem…o primeiro livro temos o Ethan…o cara é um fofo, mas meio brucutu e acabou com essa brucutuzice toda perdendo a mulher, degringolando o casamento. A merda ficou feia porque o avião da mina caiu e pluft! Sumiu. Daí…pensa num macho machucado, ferido, magoado, arrependido e tals? é ele. Eis que uma fofoca rola e salta um boato tipo revista Caras, que a mina tá viva e tal. Pandemônio se instala, o cara encontra a oportunidade de redenção, arma os esquemas com os manos ( são 6 irmãos Kelly….putz…quanto bofe suculento numa mesma casa…eita mamãe Kelly…tah de parabéns, hein? ). Beleza…os caras se armam, vão pro pau e arrebentam um cartel de drogas e tiram a Rachel de lá. Ela tá mais drogada que cantor de rock, chapadaça, não se lembra de ninguém e começa aí o lance do Ethan em reconquistar a esposa perdida e recém-encontrada.

Maneiro…Vc começa a se apaixonar pela equipe e óoooobvio que começa a ansiar pelo restante. Menos mal que eles até que saem rápidos.

Lá pro livro 2 vemos o Sam. Outro irmão Kelly mais velho, gatão, arrojado, musculoso, ex-militar ( se era Seal ou se era do Exército…whatever…). Cara tá lá…morgando na beira do laguinho, pensando na vida, na mulé que ele tinha dado uma catracada das boas meses antes e que sumiu, e quando de repente, eis que a dita surge do meio do lago como uma garota fantástico em versão Shamu. Pelo menos ela não foi confundida com o monstro do Lago Ness, neh não? Então…não fui maldosa em chamar a mina de Shamu…ela tá prenha…do bofe…uuuuuhhhh….espermatozoides dele são mini seals…numazinha já marcaram a missão completada. Tipo : ALVO ATINGIDO.

Sério…a mina foge do perigo que está correndo e vai ( não a nado) atrás de nosso macho. Eis que ela cai no laguito e consegue percorrer uma distância sinistra pelas águas até o cais que PLUFT! milagrosamente é o o cais dos Kelly. Santa coincidência, Batman.  Preciso dizer que o cara puxa o lado cárpato de dentro dele e bate no peito mais ou menos assim:

Ooooaaaaaoaoaooooo oaoaoaoao ( pra vc que não visualizou o que esse encontro vocálico poderia significar, fica a dica: é o grito do Tarzan interior dele).

O Livro 3 temos a história é o livro do Garrett, outro irmaozão malzão e gostosão. Ele tá lá, de boa na lagoa, quando se depara em uma missão muito kirida. Ele acaba de quatro pela mina que é objeto da missão dele. Daaaaa…não foi o que aconteceu com os outros livros anteriores? Isso é sina do Kelly…O Garrett tem cara de mau, é o maior de todos os brothers, imponente e tchururu…e a mina é tímida e fofis…mas awwww…que casal cuti cuti que eles fazem…preciso dizer que novamente se escuta o grito do rei das selvas? Normalmente as minas se apaixonam por esse bro…

Já no livro 4, temos uma história caprichosamente diferente das usuais. Cheguei a pensar que ou eu tava doidona lendo um lance esquisito ou a autora tava doidona e tinha escrito um lance esquisito. É ooobvio que a segunda opção é a verdadeira. Aqui temos um dos irmãos mais novos, ele faz parte da dupla de caçulas, gêmeos e tal. O bichinho tá lá no Afeganistão, porque ele e o seu gêmeo são os únicos dos irmãos Kelly que não estão aposentados. Entonces…o Nathan tá numa dura realidade. Está sendo mantido em cativeiro e sendo torturado duramente por seus inimigos. Ele e o amigo Swanny foram os únicos sobreviventes do esquadrão e o cara tá na pior.

Eis que do nada, surge um espírito. Yeah…vc leu isso mesmo…um espírito do além e faz contatos imediatos de terceiro grau com o bofe. Ele fica se achando o paranóico do vale, mas acaba entrando na vybe do espírito fêmea ( obvio…) e tcharam!!!! essa conexão super mega telepática se estabelece de maneira surpreendente e o cara cria forças espetaculares pra fugir ( com a ajuda do além…) e salvar ele e o amigo…e rola um lance moh doido aqui, porque a conexão telepática que o cara mantém com a mina é melhor que qualquer conexão wifi que vc puder imaginar existir…rola até um lance de cura mediante mão encostando na mão e tchururu. Juro pro6. A Shea ( que é a mina telepata que faz conexão wifi com o Nathan) é uma poderosa arma que o governo quer usar e faz de tudo pra manter em seu poder…tanto ela quanto a irmã que cura os ziriguiduns da galera.

Preciso dizer algo mais? off course que não…a conexão que os Kelly têm com as mulheres é um lance muito doido. Tipo: “ Eres tu, gata. A mulher da minha vida.” E créu. Velocidade 5 pra conquistar as minas e pronto. Mais um irmão casado. Corram ladies…os “homi” tão acabando…SQN.( Só que Nãaaaao…).

Vamos ao quinto livro….ZZZzzzzzzzz…..ZZZZZzzzzzzz….dormiram? tá muita coisa pra ler? leia em partes então…jhahahah…vai ali fazer um xixi e volta…vou terminar de spoilar os Kellys….

Então…o quinto livro…esse nos traz um líder de equipe da KGI, mas sem ser um dos irmãos Kelly. Aqui temos o Rio…não o estado ou a cidade como cenário, e sim o nome do rapaz. Rio. Porque será? ele tem raízes brasileiras e o apelideeeenho pegou. Okay…aqui temos o belo exemplar de macho em busca da irmã da telepata do livro anterior. Lembra que comentei que o governo tem um interesse especial por elas? entonces…no livro anterior a Grace, que tem o dom da cura, termina sendo sequestrada e desaparecida. E a equipe do Rio vai em busca da girl. E acabam no meio da floresta tropical…wadarréu??? não faço a mínima ideia do porque, mas enfim…a equipe deles encontra a bichinha quase toda descompensada no meio do mato.

Obvio que o Rio toma conta da mina e…preciso dizer algo mais? claro que não. Ele leva a coitada pra casa ( que fica enfurnada no meio de uma floresta tropical….santa coincidência again, Batman…) , coloca a mina num quartinho de segurança máxima e pronto. Claro que até o fim do livro rola uma super ação digna de Identidade Bourne, neh? E olha que esse livro me surpreendeu porque o Sbrabous, o lance, o fling, o sexo selvagem só foi ocorrer lá pra mais da metade do livro!!!! Fiquei chocada…

Onde estamos? certo…livro 6…opaaaa…entre o 5 e o 6 temos o 5.5 ( adoooooro isso…) , que é uma novella mostrando um pouco do relacionamento do primeiro casal ( e não estamos aqui falando de Adão e Eva, e sim de Ethan e Rachel). Aqui mostra a recuperação dela, o engate do casamento, uma gravidez bacana e um evento periculoso que dá o tom de ação do livro…é bem curtinho, mas gostoso de ler.

Well…vamos ao sexto livro da saga KGI. Caracoles….talvez um dos livros mais tensos que já li na minha humilde opinião. Eu esqueci de informa-las que a equipe do Rio era composta por Uma Mulher? atiradora de elite e tals? pois…aqui temos o livro dela, onde rola um lance nas primeiras páginas ( a Maya compensou a demora dos lençóis ardentes do Rio…) e a P.J ( apelidinho da girl…vou deixar vcs lerem o livro pra saberem o nome verdadeiro por trás da sigla…hahahahahahah), okay…a P.J acaba se enrolando num momento íntimo e pessoal com seu colega e parceiro de rifles, Cole. Ele é o gaiato da equipe, sempre tirando sarro dos amigos e tals…é um dos mais kiridos dos machos…

Os dois se envolvem e tal. Pinta uma missão muito louca e a P.J tem que ir disfarçada. O homem das cavernas interior do Cole não gosta disso, mas ela não aceita que só porque eles tiveram um flic flic ele fique todo cuidadoso com ela e tchururu… A missão chega, o terror se espalha e …ploft…algo dá merda e a missão vai pelo ralo abaixo…e a P.J? tá enfiada no meio do perigo…ela se vê no olho do furacão. E…glupt…rola a cena mais sinistra que já presenciei em minhas leituras…a autora conseguiu me chocar…porque o autor conduz o fio da história e ele pode decidir o destino de seus personagens como o Todo Poderoso Narrador Escritor. E a Maya foi má….caracas….a P.J sofre o pão que o coisa ruim amassou…é violentada brutalmente e a equipe, incluso o Cole, escutam tudo pelo fone de ouvido…juro que chorei com o sofrimento de impotência do Cole diante do ato atroz…

Okay…passado o momento em que a equipe a resgata, rola o drama onde ela precisa se recuperar de tal sina, meio que se afasta de todos e some. O Cole fica loooouco…não consegue trabalhar, não consegue mais operar seu rifle…literalmente…suas safadinhas…

Ele encontra a fugitiva e descobre que ela está envolvida em um plano sórdido de vingança contra aqueles que a feriram. O que acontece? a equipe toda se envolve também porque todos querem vingar a honra da P.J. E inclusive as outras equipes se aliam e tals. Pronto. Final feliz com os pombinhos bem resolvidos.

O livro 7 mostra o líder da equipe da P.J e do Cole, agora enrolado num lance só dele. Eu esqueci de dizer que os Kelly são distribuídos por equipes né? O Rio é líder de uma. O Steele é líder de outra, os outros Kelly também tem suas equipes. E muitas vezes eles trabalham em parceria ou não. Mas sempre rola um mix.

Certo. O Steele é o mais calado de todos. Ele é fechado e conhecido como Iceman, o homem de gelo. um bloco de concreto. Um Iceberg ambulante. Uma ferradura em forma de macho. Um cofre. Um robô. Whatever. Pense em algo fechado e duro. Este é o Steele. Ele não demonstra nenhuma espécie de sentimentos em hipótese alguma. Aonde nós chegamos a ver um lampejo de algo é no livro da P.J., quando ele se sente culpado pelo ocorrido e pela falha na missão.

Aqui o que acontece é algo inédito. Ele chega perto da doc, a médica que ajuda a equipe KGI, durante uma missão e…essa eu preciso mostrar pra vcs…o cara precisa da médica e a acompanha até sua humilde residência…daí…simplesmente do nada ele rosna e créu! Beijaço na boca da mulé. Tipo os Novas Espécies, sacam? aí rola o diálogo mais brutal que já li e dessa vez é extraído do livro mesmo…não foi inventado por mim…hahahaah…

“- Eu acho que você sabe que não foi ruim. Por que você me beijou, Steele? que diabos está acontecendo aqui?

- Eu quero fazer sexo com você. – ele disse sem rodeios.

(….)

- Oooo-kay…bla bla bla bla bla….diálogo vem e vai e termina assim:

- Se você vai transar comigo, você precisa saber.”

  Isso aí foi apenas um pequeno pedaço deste diálogo tão emocional. A própria mocinha fala pra ele que foi a pior proposta que ela já recebeu, mas e daí? o Steele é o cara. Ele é brutal. Ele é Forjado em aço….hehehehe…daí legal o nome do livro que tem tudo a ver com o nome dele.

Gente…preciso dizer o que acontece? naaaaaao….e o que surpreende é que acaba sendo um dos livros mais engraçados da Maya. Os diálogos dos dois são hilários e vc se apaixona pelo tosco do Steele. Juro.

Pois chegamos aos finalmentes. O livro 8. O tão ansiado e desejado livro do Donovan, o irmão Kelly do meio, o nerd da turma, o kirido de todas as cunhadas, o adorado e fofo irmão sabichão. Aqui rola um impasse porque acho que a Maya saiu um pouco fora da realidade e endoidou o Donovan.

Sério. O Don é o cara bacana, o legal…e ele é muito sensível em relação a crimes cometidos contra mulheres e crianças. Ele sempre participa de operações que envolvam resgate desse tipo e tal. E eis que aqui nós temos um livro muito mais emocional do que de ação. A mocinha está passando por um momento sofrível com os irmãos menores, fugindo de uma ameaça brutal e se vê no olho do furacão. Dessa vez literalmente….eu tive que usar essa expressão repetida, porque realmente um furacão atormenta o trailer onde os 3 fugitivos viviam e acaba destruído e rola um momento mega emocionante e tenso.

Claro que o Donovan sai em socorro e em busca deles, mas esqueci de dizer que antes o Don já tinha visto a moça? e que na hora que seus olhos se conectaram começou a rolar aquela música“Only Youuuuuuu….” ( a música não rolou…obvio…mas dá na mesma…). O que acontece é que o Van parece que teve um surto psicótico e ficou petrificado pela mina, sacaram? juro pra vocês que se eu tivesse diabetes eu tinha entrado em coma pelo nível do açúcar descendo pelas páginas do livro ( mentiraaaaa…era um tablet…). Pois bem…o Van parece um cara daqueles tipo perseguidor, mega dominante e todo poderoso. Ele se acerca da garota, diz que a família dela agora é dele e ela é dele e piriri. Uou….gentem….sério…se o Donovan não fosse um gato selvagem com tanquinho, você acha que a a mina não deveria ter medo de um elemento assim? tipo chegou e já foi falando: “ quero te dar uns amassos…opa…te pegar…opa…te comer…opa…te fornicar…opa…te seduzir…pronto…acho que assim saiu melhor…” Tipo…essa é a realidade da mina. O cara chegou, salvou a vida dela do buraco, prometeu proteção contra o elemento vil que a atormenta e péi!! fala que ela vai morar na cama dele e pronto e acabou. Alooooooouuuu???? queria ver se ela ía achar isso engraçado se o cara fosse a cara do Marylin Manson….

Muita gente se decepcionou com este livro. Esperavam mais. Esperam mais ação, ou ao menos uma história mais cativante…eu curti…só não curti a melosidade do Donovan…sério…o cara tava pegajoso, meloso, muito cheio de eu te amo pra cá, eu te amo pra lá…okay…a gente reclama quando o cara não fala um Eu Te Amo bem falado frequentemente, mas de dois em dois minutos vamos combinar que é meio sacal, né?!

Pois bem…deixa eu acabar…caracoles…como eu falo…quer dizer…escrevo….tadinhas de vcs que tem que ler…embora vocês não sejam obrigadas…hehehehe…mas se leram até um final, o Oscar vai pra vc, kirida!!!!

 

Bjuuuuu

sábado, 8 de março de 2014

Divagações de Martinha….O Retorno.

 

Logo Diva Novo

 

O Exame

Eu estava num momento rebeldia e resolvi que não iria mais divagar….sabem como é….fico cobrando atenção e comentários, quando na verdade eu entro em zilhões de blogs e não deixo coments….daí…pq eu deveria cobrar? because I’m a bicth….hahahaahh….

Só que me deu uma saudade looooka do6, entonces resolvi deixar minha mente fluir e solta e divagar about as coisas que ando lendo…

Uma dessas coisas me deixa absolutamente CHOCADA. Tipo: WHAT? Comassim??? Então…vários livros que li ultimamente trazem uma referência muito interessante à saúde vital de seus personagens principais. Foi-se o tempo em que o romantismo vencia todas as barreiras e tchururu….agora o lance é esculachar, descrever mesmo o babado e ainda abordar temas muito bacanas e primordiais ( sinta a ironia) como o cuidado com seu parceiro.

Aham Ham…liberando um pigarro singelo para começar uma breve fala num momento ardente:

“ – oh….ahhhh…ohhh….( mocinha em momentos gemelóides se fazendo com a performance do camarada…).

- Noossa….você é gostosa demais….caracas….vamos lá….plaft…plaft…( palmadas bacanas que agora estão na moda pra acelerar o orgasmo da mina.)

- Céus…Will…não usamos proteção….mas está tão gostoso sentir vc assim….( sensibilidade ultrajante do carái dessa mina, viu…).

- Eu acabei de fazer meus exames…estou limpinho.

- Okay…eu também…eu dei pra um monte de caras, mas sempre usei camisinha ( oi? como o cara tem como comprovar? a mina passa recibo? tipo…apresenta nota fiscal? ).”

Okay…eis aí o que em minha mente divago…váaaaaaaarios….mas váaaarios meeeeesmo….vários livros que tenho lido apresenta um diálogo similar. Ou antes ou depois do breguete. Carinha tá no meio do parangolé Kamina, daí ele saca um papelito do bolso e fala:

“- Baby, tá aqui o meu comprovante do laboratório Sabin…fiz há pouco tempo…sabe como é…a empresa exige exames semestrais…Olha…aí tem meu nome de usuário e a senha…pode conferir o laudo…”

“- Noossa….eu fiz no Laboratório Exame….o resultado sai bem mais rápido….olha aqui o meu. Imprimi ontem…tô zerada.”

Aloooooooouuuuuuu? sério que rola um papo cabeça desse no meio do rala e rola? e sério que o cara vira e fala pra mina que NUNCA, NEVER, NUNQUINHA DA SILVA deixou de usar camisolinha no pingulim e a mina acredita assim de cara? Hein? Que que isso…eu também acredito que o Batman mantem uma residência luxuosa em Gotham City….

O que acho que aconteceu. E esta é minha opinião, valeu? As autoras estavam sendo achincalhadas por fazerem apologia a sexo despudorado e sem proteção em seus books. Daí, elas deram um jeitinho fofis de manter o politicamente correto padrão sexual. Tenderam?

Ou seja…a gente lê romance mais prático, sacaram? Acabou aquela fala mansa e tchururu…o lance agora é falar na real, expor logo o jogo, mostrar o contrato de locação da margarida, acertar os detalhes tórridos de palmadas e afins e por aí vai….aí…lá no meio das páginas, o cara percebe que tá In Love com a mina, pede a girl em casamento, fala que a vida nunca será a mesma sem ela e bla bla bla…felizes para sempre. E thanks God pelas autoras super fofas que continuam a história do dito casal, mostram o depois do “ felizes para sempre” e nos fazem gastar horrores de dinheiro em trilogias, quatrilogias, milogias….

Hoje tô áaaaacida…

 

Bjuuuuu

P.S Desculpa aê…esqueci de dar os parabéns para as Mulheres super ultra lindas e fofas que coabitam o mesmo planeta que eu!!!! Nosso dia é todo dia, minas…força na peruca!

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Divagações de Martinha

 

Logo Diva Novo

 

De volta à ativa…

Sexta feira, momento preguiça, eis que me vem à cabeça o fato de que estou em débito com suas senhorias…há tempos que não divago….mas a culpa nem é minha….culpem as estrelas…tá todo mundo culpando as coitadinhas agora…

Enfim…semana passada fiz uma divagação em vídeo, ficou hilária, bacana e depois de quase 3 horas de upload, o fela do youtube se recusa a colocar o vídeo no tubo…fiquei xatiada….daí meu baby boy teve uma mega crise de asma, corri com o guri para o hospital no meio da madruga e tudo se perdeu….o cansaço mental me impediu de divagar decentemente para vcs, ou até mesmo me lembrar que eu não havia cumprido meus compromissos….

Daí, me veio o momento rebeldia onde eu mesma tava com TPM extrema de mim mesma e resolvi que não ia divagar mais nada, que as minas não leem mesmo meus textos enoooooormes, que eu fico aqui falando sozinha e bla bla bla….sabe aquele momento comiseração? tava bem dentro dele…hahahahaha…

Só que sou uma pessoa muito bacana, legal e super dedicada….e modesta também…e quis porque quis fazer o post para vcs. E realmente…a indecisão me pegou…porque vários temas vieram à minha mente ( esse é um evento que não acontecia há tempos…) e eis que resolvi que vou escrever logo tudo e deixar tudo programado…hahahahaha…assim posso sair de viagem e ninguém ficar triste e chorando as mágoas só porque eu sumi….hahahahahahah….

Tudo bem…acabei de terminar, depois de longas e árduas tentativas, o livro do Stixx. Para as desantenadas de plantão, o Stixx é aquele fofo do irmão do Acheron, da série Dark Hunters.

Aviso às kiridas leitoras curiosas de plantão:

1) Dark- Hunters é uma série kilométrica, mon cher….se resolver se empolgar, vai se preparando. Tá lá em mais de não sei que número e pra você compreender tudo de boa, melhor começar do início…

2) Todos os nomes dos personagens são complexos, estranhos e etc…a história é muito doida, mas se vc ficar cativo, já era.

3) É livro sobrenatural, paranormal, whatever. A autora conseguiu socar todos os panteões de mitologias dentro de um mesmo contexto.

4) Ela é inspiradora de grandes escritoras. Lena Valenti é loooooka com Sherrilyn Kenyon e sua série Vanir nada mais é do que uma extensão ao panteão nórdico, que não sei porque cargas d’água, tia Sherri esqueceu…

5) Carregue calmantes na bolsa, lenços de papel, ou mordedores de borracha sempre dentro da bolsa quando estiver lendo um dos livros. Tia Sherri tem uma predileção por heróis sofridos e judiados e o ápice da história sempre é a narrativa de um momento dramático onde vc lê e fica: “ohhhhhhhh…..”.

E….obvio que Stixx não escapou a este lance. Na verdade….tia Sherri conseguiu fazer o inédito. Ela conseguiu reverter totalmente o passado de um personagem odiável e detestado por dez entre dez leitoras da série.

Para os que precisam de spoiler para compreender. O Stixx é irmão gêmeo do Acheron, o meu fofo Ash. O Acheron é o líder dos Dark-Hunters e talvez o heroi de romance mais sofrido do planeta. Nunca antes na história desse país uma autora conseguiu tanto quase destruir a alma de um mocinho e mesmo assim o cara ser apaixonante e vc quase chorar de soluçar por causa dele.

Todas são lokas por Ash. TODAS. Ele sofreu o panettone que o coisa ruim pisoteou, morreu judiado, foi ressuscitado e continuou escravizado até que o amor libertou seu coração. awwwwww….que fofo…

O Stixx como gêmeo era um nojo, seboso, asqueroso, maldoso, genioso, e tudo OSO que vc puder imaginar. Porém, ele meio que quase se redimiu ao término do livro do Ash.

Mas aí…eis que chega o livro do dito cujo…e a gente já começa a ler meio ressabiado. Vc fica ali…esperando pra ver o que vai acontecer….e até que eu cheguei a uma determinada parte do livro eu quase escrevi um cartaz pra tia Sherri que dizia assim:
“WHAT’S WRONG WITH YOU, MY LADY???? ARE YOU OUT OF YOUR FUCKING MIND????”

Porque a revolta? porque a tia autora aí de cima tem uma tara maníaca em fazer os personagens masculinos serem indevidamente bulinados e permanentemente torturados…

Muleke doido…o coitado do Stixx sofre horrores…ele come o panettone que o coisa ruim amassou, o ogro da montanha cuspiu, o Loki pisoteou e o Darth Vaider remodelou. Ou seja….ele sofre muuuuuito e muuuuuito desse sofrimento se deve ao fato dele ser parecido com o ASH. Ou seja…ele toma, literalmente no c….por ser parecido com o Ash. Quer sina pior?

A Sherrilyn consegue fazer você entrar na vybe de sofrimento do personagem, sentir dó, vontade de descer a mão na cara dela ( a autora…), chamar o Christian Grey para esfolar a irmã dele ( e sem ser no bom sentido…), e sei lá mais o que…o cara é destronado, torturado, esfolado, queimado, quase castrado, drogado, ludibriado, violado, violado, violado….abusado, desprezado, esnobado, maculado, machucado, magoado e tudo mais ADO que vc puder imaginar na sua cabeça fértil. Praticamente uma versão de Stixx F, drogado e prostituído ( zoei com o título do filme…mas ficou maneiro, neh? ).

Captei uma falha grave na escrita, porque a autora classifica o Stixx como mortal, humano e tchururu…mas vem cá? como assim? lá pro final vc vai ver que ele na verdade durou mais de 11 mil anos…amigas….haja botox e soro da vitalidade, viu? Um humano MORTAL poderia viver isso tudo? fail….

Para as gurias que estão em dúvida…ele ama…e é amado…tem romance…é fofo e vc fica caída de amores pela versão dele enamorado…então tá de boa…hahahahaha…mas calma…Romeu e Julieta é fichinha perto dele…hahahahaha…

Mas ao final de tudo? é um livro lindo. Longo, enooooorme, sofrido pacas, cheio de momentos tensos ( que eu acho desnecessário…),  mas com uma história cheia de nuances e neblinas densas que encobriam uma verdade absoluta: TODA HISTÖRIA TEM DOIS LADOS.

Se “Stika” aí no sofá, prepara o lencinho, “Stika” a mão pra pegar um doce ou um chocolate pra se acalmar e se Joga, fia….

 

Bjuuuuuuuuuuuu

 

Agradinho

 

download (4)

Sempre é bom averiguar as histórias….

images (36)download (5)

images (37)images (33)

images (38)images (35)

Bethanya e Stixx…se preparem…o amor dos dois eh bem fofo…

images (34)

Oia…dois bofes desses coabitando o mundo da Grécia há mais de 11 mil years? só em livro mermo…hahahahah…

4-4dionysus

Se preparem para odiar com todas as forças estas criaturas vis…Ryssa, Apollo e Dionísio. E mais outros, claro…este é apenas um deguste…

 

Como eu sou legal demais eu até deixo um link p vcs curtirem um trailher basiquete da história do STIXX….Podem checar qúe é maneiro!

http://vimeo.com/72626709

martinha copy
Vocês tem que entrar neste link Sugestão de pauta e sugerir, implorar, chorar por email, para que nossa Divagante das galáxias possa ser sondada pela produção do programa.